25 de janeiro de 2022

Os criadores sabem muito bem que produzir podcasts é, além de uma arte, uma ciência. Entender quem ouve e como interage com seu podcast forma a base para o crescimento. É aí que entram as estatísticas de podcast.

Elas se referem aos dados e insights de quem consome seu conteúdo e podem incluir dados agregados dos ouvintes, como localização, idade e outras informações demográficas. Conhecer esses dados pode ajudar você a tomar decisões inteligentes sobre seu futuro conteúdo. Sabe qual é a melhor parte? Você não precisa ser especialista nesses dados para entender o que eles significam.

Neste artigo, vamos mostrar como usar as estatísticas de podcast para otimizar seu conteúdo e atrair novos fãs, não importa se você acabou de lançar um programa ou se já tem seguidores dedicados.

Para acessar as estatísticas de podcast, entre no painel da Anchor e vá para a seção de desempenho do seu podcast. Com as estatísticas para dispositivos móveis da Anchor, você acessa esses dados pelo celular ou tablet.

Seu painel de estatísticas tem muitas informações. Vamos dar uma olhada em 4 práticas recomendadas para você aproveitar tudo isso ao máximo.


1. Use os dados dos ouvintes como referência nas suas decisões

O Spotify só mostra dados agregados, e não de usuários individuais. Veja a seguir 2 tipos de dados dos ouvintes que merecem sua atenção.

Idade e gênero

Digamos que a maior parte de seus ouvintes seja formada por mulheres entre 23 e 27 anos. Pensando nisso, você pode planejar episódios ou chamar convidados relevantes para esse perfil demográfico.


Quando os apresentadores de “Blood On Their Hands: A Big Brother Fancast” descobriram que seu público era composto 54% por mulheres e 46% por homens, eles elaboraram uma estratégia detalhada para promover o programa.

“Por saber que as mulheres tendem a ouvir mais meu programa, posso usar essa informação para tentar ampliar meu público”, diz Maya Prohovnik, apresentadora do programa e diretora de P&D no Talk Mission do Spotify. “Dependendo de como isso afetar a retenção, vou equilibrar essa abordagem com segmentos de episódios e conteúdo promocional que incluam todos os perfis demográficos. Assim, o podcast continua atraente para todos.”

Região

Os dados geográficos indicam onde as pessoas ouvem seu podcast. Esses dados precisos servem de orientação para o tipo de conteúdo que você cria e a forma como você promove o programa.


Por exemplo, se você tiver muitos ouvintes em uma determinada cidade ou região, chame convidados que sejam importantes nesse local. Você também pode gravar um episódio ou aparecer em uma área onde tem uma alta concentração de fãs.

Talvez seu objetivo seja aumentar o público internacional. Se for esse o caso, veja em quais países seu programa tem ouvintes e concentre seus esforços lá, seja direcionando campanhas publicitárias ou colaborando com outros influenciadores.


2. Busque se basear no que deu certo ao planejar um novo conteúdo

A Anchor mostra seus episódios mais ouvidos no período selecionado. É claro que você deve se orgulhar de qualquer conteúdo que criou, mas saber quais episódios tiveram um desempenho melhor é uma ótima maneira de continuar atraindo ouvintes.


Vamos supor que muitos dos seus episódios sejam com convidados, mas um episódio que contou só com a sua participação foi mais ouvido do que você esperava. Por que não incluir mais episódios como esse no seu calendário de conteúdo?

Tratou de um assunto que fez o número de streamings disparar? Aborde ele de novo, mas com outra perspectiva. Um convidado atraiu muitos ouvintes para seu podcast? Convide essa pessoa de novo ou entreviste personalidades parecidas.

É como se fosse um restaurante: se o chef percebe que um determinado prato é muito pedido, ele compra mais dos ingredientes necessários para fazer esse prato (e não o tira do cardápio).


3. Analise os dados da plataforma de ouvintes para entender como as pessoas consomem seu conteúdo

A seção da plataforma de ouvintes das suas estatísticas mostra quais apps e dispositivos as pessoas costumam usar para ouvir seu programa. Você pode usar esses insights para criar calls-to-action mais relevantes ou, quem sabe, adaptar seu programa para dispositivos móveis ou computador.

Se a maioria dos seus fãs usa dispositivos móveis, é provável que ouçam seu programa fora de casa. Nesse caso, é bom evitar o uso de muitos indicadores visuais nos episódios para não prejudicar os fãs que só curtem áudio.

Por outro lado, se o número de pessoas que ouvem pelo computador estiver crescendo, crie podcasts com vídeo no Spotify. Assim, os fãs podem assistir ao seu conteúdo como se fosse um programa de TV.

Distribuir seu podcast em várias plataformas pode ajudar a aumentar o alcance, e entender como seus fãs ouvem o programa ajuda a determinar quais são as plataformas ideais, seja o Spotify uma delas ou não.


4. Avalie a retenção de episódios para aumentar o tempo médio de streaming

Com base na tecnologia de streaming do Spotify, os dados de retenção detalham cada segundo de quantos ouvintes terminam um episódio. Ao analisar os dados de retenção, você fica sabendo quais segmentos do seu programa são mais interessantes para o público e quais podem ser melhorados.

Para ver as informações de retenção na Anchor, clique em qualquer episódio no seu painel da Web. Um gráfico de desempenho como o abaixo será gerado. As quedas que você vê indicam em quais partes os ouvintes pularam ou pararam de ouvir o episódio.


Para melhorar os episódios seguintes e saber o que funciona e o que é melhor deixar de lado, confira sempre os períodos de retenção. Se você observar uma queda acentuada na retenção, analise esse ponto do episódio para entender qual foi a possível causa.

Por outro lado, se a retenção de episódios for forte em uma área, considere criar um clipe para divulgar o episódio nas redes sociais. Você pode até monetizar o episódio inteiro com o recurso de assinaturas de podcast da Anchor, já que o conteúdo está em alta.

Se você perceber uma queda significativa na quantidade de ouvintes no início dos seus episódios (como no exemplo abaixo), essa é sua chance de ajustar o primeiro minuto do seu programa. Você pode, por exemplo, usar informações de destaque ou um teaser interessante logo no início do episódio para atrair os ouvintes. Também pode fazer algo simples, como encurtar a introdução.

Além de ver o desempenho dos episódios individuais, é importante comparar a taxa de retenção entre vários episódios para encontrar padrões. Por exemplo, se seus episódios duram 1 hora, mas os ouvintes tendem a parar de ouvir aos 45 minutos, tente encurtar essa duração.


Conheça os números para ter um crescimento

Você fica horas se dedicando à criação de um conteúdo para agradar seus fãs, então é importante usar esse tempo para estabelecer uma base para o crescimento. Você não precisa atirar pra todos os lados quando tem todas essas informações pra saber o que dá certo ou não.

Ao entender as estatísticas de podcasts, você consegue tomar decisões sobre seu programa com base em dados, e não em suposições, seja planejando seu calendário de conteúdo ou pensando em uma maneira criativa de promover um novo episódio.

Se você estiver enfrentando um bloqueio criativo, uma estagnação no crescimento, ou se só quiser se preparar de antemão, uma olhada rápida nas estatísticas do seu podcast pode ser a solução para seus problemas.