O meu podcast: bate‑papo com Angela Belt do “The Mood Board”

20 de abril de 2021
Conversamos com vários podcasters sobre o processo criativo e por que o áudio é um dos meios mais legais para contar uma história.

Quando o assunto é design de interiores, Angela Belt já fez muita coisa durante os 15 anos de carreira: estilista, designer, visual merchandiser, editora de marketing e mais. Ela aprendeu que um bom design precisa de mais do que apenas estética e é definido tanto pelo que está lá quanto pelo que não está.

No podcast, “The Mood Board”, todos esses mundos se encontram, e às vezes se estranham. Em cada episódio, Angela tem conversas abertas e francas com criadores de tendências sobre a interseção entre raça, cultura e design de interiores. Elas podem ser divertidas, sérias ou ter qualquer outro astral. O resultado é um podcast que representa (e dialoga com) pessoas dentro e fora dessa indústria.

Conversamos com Angela sobre a produção do podcast e o aprendizado dela durante essa jornada.

Qual foi a motivação para começar um podcast?

Duas coisas em especial me motivaram a começar o podcast: eu sofri um acidente de carro terrível há alguns anos e queria encontrar um jeito de me conectar com o design de interiores durante minha recuperação. Além disso, eu me dediquei por anos ao site 28 Black Tastemakers e a celebrar criações e designers pretos durante o Mês da História Negra. Eu queria que essa conversa não ficasse presa a um mês. Resolvi trazer criadores de tendências para falar sobre raça e cultura e aprender como isso afeta nossa experiência na indústria do design de interiores. Quis descobrir como essas pessoas alcançaram o sucesso e chegaram onde estão hoje.

Qual é o formato do podcast e como ele foi escolhido?

Nos primeiros episódios, eu não limitava o tempo das entrevistas, e algumas eram bem sérias. Quando eu ouvia depois, me perguntava se alguém realmente ia querer escutar aquilo. Então, no segundo trimestre de 2020, resolvi transformar as entrevistas num mix de conversa e diversão. Ao final de cada episódio, o convidado participava de um jogo sobre design de interiores, e discutíamos as últimas tendências desse setor.

Como é sua estrutura de gravação?

Eu uso um microfone Yeti, headphone Beats e meu notebook. Gravo na minha mesa. Não é muito chique, mas dá pro gasto. 


Como é a divulgação do podcast?

Divulgo meu podcast no Instagram e no meu site. Meu marido me ajudou a fazer a arte da capa, e eu uso um app chamado Morpholio para desenvolver moodboards para venda sobre as entrevistas semanais do podcast. Assim, as pessoas podem ouvir e literalmente comprar a conversa. 



Como ter um podcast influenciou sua marca?

Ele mostra aos clientes em potencial que eu tenho muita experiência na indústria e boas conexões. Com o programa, mostro mais minha marca e consigo mais exposição editorial e colaborações com outras empresas, porque o podcast revela o quanto eu gosto de design de interiores. Poderia falar sobre isso o dia todo.


O que as pessoas precisam saber antes de criar um podcast?

Eu ainda não consegui acertar o áudio e sei que vou ter que investir nisso no futuro pra conseguir um som nítido sempre. Também queria controlar minha risada, porque ela costuma ser muito alta.


Por que usar o áudio para contar suas histórias?

Pra mim, o áudio era a melhor opção porque eu estava me recuperando de um acidente quando comecei. Gravar vídeos todo semana seria muito pra mim, mas ter uma conversa, sentada à mesa, na minha casa, era tudo que eu podia fazer.

Que podcast inspira você?

Um podcast que eu tenho gostado de ouvir e que me inspira muito é “Brave, Not Perfect” de Reshma Saujani. Sinto que passei uma boa parte da minha vida em busca da perfeição. Depois do acidente, isso se tornou impossível. Então gosto de ouvir as entrevistas francas e as histórias sobre ter coragem e ser quem você é de verdade.

“Preciso controlar minha risada, porque ela costuma ser muito alta nas entrevistas.”

De qual recurso da Anchor vocês gostam mais?

Que é possível editar na plataforma Anchor. Meu marido normalmente me ajuda a editar no GarageBand, mas com o novo recurso no app [Anchor], eu consigo fazer a edição praticamente toda sozinha. 


Do que você mais gosta no podcast?

Que ele alcança o público no mundo todo. Eu nunca pensei que as pessoas iriam me ouvir. Então quando eu converso com alguém, e essa pessoa reconhece a minha voz do podcast, é muito estranho. Eu amo quando os ouvintes deixam uma mensagem de voz na Anchor dizendo “Continue com o bom trabalho” e “Precisamos de mais programas como esse”.

Alguma dica sobre produção de podcast?

Só comece e seja consistente. Assim, as pessoas vão encontrar seu programa e ver que você realmente gosta de fazer isso. Outra dica é escolher um tema que realmente te interessa, ou o programa não vai durar muito tempo. Eu poderia falar sobre design de interiores todos os dias, então uma entrevista semanal não vai esgotar o assunto. 





<iframe src="https://open.spotify.com/embed-podcast/show/73EqXGKweSCXYaozzIjGaO" width="100%" height="232" frameborder="0" allowtransparency="true" allow="encrypted-media"></iframe>

As opiniões expressas acima representam o ponto de vista dos entrevistados, não da Anchor ou do Spotify. Como você grava seu podcast? Conta pra gente no Twitter e no Instagram.

A inspiração bateu?

Criar um podcast

Read more:

26 de abril de 2022

O meu podcast

How I Podcast: In Conversation with Gammy Norris of “Positively Gam”

Conversamos com vários podcasters sobre o processo criativo e por que o áudio é um dos meios mais legais para contar uma história.

24 de março de 2022

O meu podcast

How I Podcast: In Conversation With Naomi Watanabe of “Naomi Takes America”

Conversamos com vários podcasters sobre o processo criativo e por que o áudio é um dos meios mais legais para contar uma história.

22 de fevereiro de 2022

O meu podcast

How I Podcast: In conversation with the creative duo behind “Paper Monday”

Conversamos com vários podcasters sobre o processo criativo e por que o áudio é um dos meios mais legais para contar uma história.

24 de setembro de 2021

O meu podcast

How I Podcast: In conversation with “Growing Up Halal”

Conversamos com vários podcasters sobre o processo criativo e por que o áudio é um dos meios mais legais para contar uma história.

17 de agosto de 2021

O meu podcast

How I Podcast: In conversation with Lauren Abedini of “SHE/HER/THEY with KITTENS”

Conversamos com vários podcasters sobre o processo criativo e por que o áudio é um dos meios mais legais para contar uma história.

27 de julho de 2021

O meu podcast

O meu podcast: bate‑papo com Amani do “ANTIDOTE”

Conversamos com vários podcasters sobre o processo criativo e por que o áudio é um dos meios mais legais para contar uma história.

This is some text inside of a div block.

Notas do artista

23 de julho de 2021

Flow State

Get to know the creators who are thriving at the intersection of music and talk. We're opening the mic for more about their show, creative process, and advice for fellow creators.

This is some text inside of a div block.

Notas do artista

19 de maio de 2021

The Blues Kitchen Radio

Get to know the creators who are thriving at the intersection of music and talk. We're opening the mic for more about their show, creative process, and advice for fellow creators.

This is some text inside of a div block.

Notas do artista

15 de abril de 2021

LIONS SHARE

Get to know the creators who are thriving at the intersection of music and talk. We're opening the mic for more about their show, creative process, and advice for fellow creators.

This is some text inside of a div block.

Notas do artista

2 de março de 2021

Rock This with Allison Hagendorf

Get to know the creators who are thriving at the intersection of music and talk. We're opening the mic for more about their show, creative process, and advice for fellow creators.

This is some text inside of a div block.

Notas do artista

2 de fevereiro de 2021

How Long Gone Radio

Conheça criadores da Anchor que comandam programas de sucesso que unem música e bate-papo no Spotify. Saiba mais sobre o processo criativo e a jornada deles.